Vozes da ancestralidade

Vozes da ancestralidade

Por Isabela Cruz, quilombola, estudante de direito e ativista Quero lhe propor um exercício prático. Não precisa nem se movimentar muito. Ouçam as mulheres negras. Sente-se confortavelmente, e Olhe a sua volta. Por cinco minutos, pare tudo o que está fazendo, e pense...