Psicóloga, docente e coordenadora do Núcleo Santarém da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO), Lívia Arrelias falou à reportagem da série especial quilombola Na raça e na cor sobre o impacto da não titulação na vida das comunidades quilombolas e a importância da auto-organização quilombola, com foco nas experiências das mulheres. Assista: